domingo, 17 de novembro de 2019
44 9816-6299 / 44 999116887
Brasil

04/09/2019 às 12h56

224

Redacao

Maringá / PR

⛔ HOMEM é PRESO APÓS SER FLAGRADO ABUSANDO DE CRIANÇA EM FRENTE a HOSPITAL EM CURITIBA ⛔
Suspeito de abuso sexual
⛔ HOMEM  é PRESO  APÓS  SER  FLAGRADO  ABUSANDO  DE CRIANÇA  EM  FRENTE  a HOSPITAL  EM  CURITIBA  ⛔
Ilustração

#Curitiba


⛔ HOMEM  é PRESO  APÓS  SER  FLAGRADO  ABUSANDO  DE CRIANÇA  EM  FRENTE  a HOSPITAL  EM  CURITIBA  ⛔


 


➡️ Um homem, de aproximadamente 60 anos,  foi preso após ter sido flagrado, na tarde desta terça-feira (3), abusando de uma criança de cinco anos, que seria sua filha, em frente ao Hospital de Clínicas, no bairro Alto da Glória, em Curitiba. A Polícia Militar foi acionada depois que algumas pessoas testemunharam o abuso e o suspeito foi encaminhado até o Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente (Nucria).


 


Uma testemunha no local, que preferiu não se identificar, conta que havia acabado de sair de uma consulta com sua filha, quando presenciou o crime. “O que eu vi foi ele esfregando a cabecinha dela no órgão genital dele. E ele estava até com um volume na calça, tendo uma ereção. Isso na calçada, passando um monte de gente”, relatou e contou ainda que a cena chamou a atenção de outras pessoas.


 


“Um rapaz foi tirar satisfação com ele, mas disse que só estava fazendo carinho na cabeça dela. Depois uma outra senhora viu também e falou que era para ligar na delegacia. Ela chamou a polícia e teve que ir correndo atrás dele, que já tinha embarcado em um ônibus, pedindo para o motorista encostar e esperar a viatura chegar” disse a testemunha.


 


A delegada do Nucria, Ellen Victer, explica que o homem vai responder por estupro de vulnerável e que pela certidão de nascimento da vítima ele seria o pai dela. “Ele vai responder pelo crime de estupro de vulnerável, porque pelo relato da testemunha ele estava fazendo movimentos com a criança em sentido ao seu órgão genital, como se estivesse obrigando a criança a praticar sexo oral nele, ainda usando roupas. A princípio, na certidão de nascimento, ele consta como pai da criança, mas não sabemos informar se é apenas registrado ou se é de fato o pai biológico”, explica Ellen.


 


Na delegacia, o suspeito negou o crime e afirmou que estaria apenas tirando piolhos na cabeça da criança. “Ele não confessou o crime e disse para uma testemunha que só estava fazendo carinho na cabeça da filha, mas aqui ele informou que a criança estava com piolho e queria tentar tirar o pilho da cabeça dela.


 


Fonte: Banda B

FONTE: Banda B

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados