domingo, 18 de agosto de 2019
44 9816-6299 / 44 999116887
Brasil

12/08/2019 às 23h36 - atualizada em 12/08/2019 às 23h49

132

Redacao

Maringá / PR

Moradora de Altônia encontra cobra em carro e tem o maior trabalho para retirá-la
cobra encontrada em motor de carro em altonia
Moradora de Altônia encontra cobra em carro e tem o maior trabalho para retirá-la
Arquivo pessoal

Moradora de Altônia encontra cobra em carro e tem o maior trabalho para retirá-la


Uma cobra verdinha deu muito trabalho para ser retirada de um veículo na tarde desta segunda-feira (12) em Altônia. O animal foi visto por volta das 12h15 e as pessoas só conseguiram retirá-lo do carro por volta das 17h.


Karolyne Vieira Martinez, 32 anos, trabalha como estilista em uma fábrica da cidade. Ela contou que passou parte do domingo na casa da família em São João, área rural de Altônia. Na manhã desta segunda usou o veículo Gol para ir ao trabalho, fazer outras coisas e quando parou para almoçar viu o que parecia ser uma faixa verde ou mato perto do pneu.


Quando se aproximou, percebeu que era uma cobra. Devido ao pavor que tem de ofídios, pediu ajuda para que fosse retirado de seu veículo. Mal sabia ela que a retirada iria se estender por toda a tarde. “Que susto, que pavor, que raiva! Tinha que ser comigo, que morro de medo!”, postou em sua página do Facebook.


Karolyne disse que acionou a Defesa Civil e a equipe de Meio Ambiente da Prefeitura. Como era horário de almoço, o socorro demorou um pouco. Depois, as equipes estiveram no local, mas não conseguiram retirar a cobra, que se refugiou na região do motor do automóvel.


A proprietária então pediu apoio de familiares e o carro foi parar em uma mecânica. “A cobra caiu no chão e voltou pro carro de novo”, lembra a estilista. “Meu pai levou para um latoeiro. Desmontaram uma parte do carro, mas ela não sai”, disse, enquanto o pessoal fazia tentativas para retirar o animal do motor.


Depois de quase cinco horas de trabalho e várias partes do carro desmontadas, foi possível retirar a cobra que estava atrás do porta-luvas. A cobra verde tinha cerca de 1,20 metro. Karolyne afirma que nunca passou por situação sequer parecida. “Tenho muito medo de cobra, só de falar me arrepio”.


 


 



 

FONTE: O bendito

Clique nas imagens abaixo para ampliar:
Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados